6 ANOS LEVANDO AS NOTÍCIAS DA TERRINHA QUERIDA

AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com

22 de março de 2013

SOBRE AS RECENTES CHUVAS E A SITUAÇÃO DO ESTÁDIO DR. ATALIBA DE MORAES - José Carlos Paíco



Tenho atuado no cenário político e administrativo de Brazópolis desde minha infância, acompanhando meu pai, saudoso “Paíco”, defensor apaixonado do PMDB, em todas as eleições que participou. Mais recentemente, a partir do ano de 1998 até hoje tenho vivido bem de perto as mudanças políticas do nosso município. De 2001 até hoje tenho atuado diretamente como agente político, sendo secretário municipal por 8 anos e vereador já no segundo mandato, graças aos votos de todos de confiam no meu trabalho e sabem da minha paixão pela nossa cidade.

Os recentes acontecimentos, mais precisamente as obras iniciadas ao longo do Córrego Tijuco que, no meu entendimento, conforme sempre denunciei na Câmara Municipal, foram iniciadas com interesses puramente políticos e sem nenhum planejamento ou acompanhamento técnico competente, merecem uma análise mais detalhada, pois nós todos da comunidade estamos sofrendo, em boa medida, por causa dessas obras que foram frutos de desvarios de políticos que não tiveram nenhum compromisso com nossa terra e expuseram nossa cidade até a alagamentos, coisa que nem em nossos piores pesadelos ousávamos imaginar que pudessem acontecer.

A formação geográfica da cidade foi de tal forma desenhada que as águas geradas nas ruas e casas desembocavam na parte lateral do Estádio Dr. Ataliba de Moraes, no trecho de passagem mais baixa entre o campo e a Rodovia MG-295, de forma que tal espaço era suficiente para a passagem das águas geradas, mesmo nas chuvas mais intensas. Isso, bem explicado, antes do início dessas obras que aterrou tal passagem e impediu que as águas por ali escoassem.

Hoje, o que temos de realidade, são as mesmas águas sendo geradas na cidade, num volume ainda maior, já que mais construções foram feitas e o solo ficou ainda mais impermeabilizado e, no entanto, as águas geradas na parte de cima da cidade, não têm por onde correr senão no gramado e nas laterais-pista- do Estádio Dr. Ataliba de Moraes, de forma que o aterro do campo está ficando cada vez mais úmido e cedendo em vários trechos com as chuvas mais recentes nesse mês de março.

Vale lembrar que, por debaixo do campo, passam várias tubulações com águas fluviais e pluviais, sendo: o próprio Tijuco Preto, que passa na lateral do gramado em tubulões de aço de 2 metros de diâmetro; as águas procedentes da Praça do Mercado e arredores que passam em manilhas antigas de cimento de 1 metro de diâmetro e atravessam todo o gramado até o despejo nos tubulões; as águas de minas existentes na parte de cima do estádio que, através de drenos de manilhas que passam pelo gramado e pela pista, também são jogadas nos tubulões.

Em suma, pode-se facilmente deduzir, com base nesse cenário real e notório, que os alagamentos decorrentes da chuva do dia 06 de fevereiro, em grande parte, foram causados por esse cenário, criado a partir dessas obras iniciadas sem nenhum planejamento que considerasse a geografia da nossa cidade, sob a gestão de pessoas que não conhecem e não vivem nossa realidade.

O fato ocorrido em 6 de fevereiro se iniciou com o acúmulo da água na Travessa Coronel Caetano, daí seguindo para o gramado do campo, derrubou a tela na lateral da Travessa Joaquim Vergueiro, invadiu as casas, derrubou os dois muros do colégio, invadiu mais casas e derrubou o muro do grupão e, daí em diante foi se acumulando e causando os danos e prejuízos e as tristezas que já sabemos. Graças a Deus, nosso povo gigante está superando com muito trabalho e fé essa situação adversa.

Já enviei pedido de providências ao Prefeito para que um perito faça um laudo técnico de todo o trecho do Córrego Tijuco Preto, desde sua nascente até o desague no Rio Vargem Grande, e que esse estudo possa apontar quais medidas devem ser tomadas para que nunca mais tenhamos uma situação como esta que aconteceu no dia 6 de fevereiro. Todos nós da sociedade temos que cobrar, acompanhar e colaborar com as medidas que serão implementadas pelo Município daqui pra frente, de forma que nossa cidade possa voltar a ser um lugar seguro para morar.

Claro que devemos exigir dos gestores públicos medidas adequadas para a boa gestão da cidade, mas também temos nossas responsabilidades enquanto cidadãos, que não se limita a denunciar as situações de risco, mas também a evitá-las, cumprindo a legislação federal, estadual e municipal na hora de construir ou de fazer qualquer ação que possa interferir no meio ambiente.

A convivência harmônica entre a cidade e a natureza depende do que todos nós fazemos para que isso seja alcançado.

Vereador JOSÉ CARLOS PAÍCO

Fonte: http://vereadorjosecarlospaico.blogspot.com.br

22 comentários:

Anônimo disse...

É óbvio que isto iria acontecer,caro Vereador.No passado,este lado do campo era um verdadeiro pântano,uma grande área de terra que sugava toda água que caia na cidade,contando também com a largura que era o famoso "bosteiro",parecia um rio.Cá entre nós,era muito feio se olhando da rodovia,a chegada na cidade é o nosso cartão posta.O pior é que não mudou em nada!!!!.Como dito no texto "Interesse puramente político".Sr.José Carlos,não desista desta luta,água mole em pedra dura tanto bate até que fura.Abraço.

Att.: Francisco José

Anônimo disse...

Caro Senhor José Carlos Paíco,respeito seu trabalho e acho que temos que rever muito as causas do dano causado pelas chuvas,só que agora também não é hora de jogar mais lama em Brazópolis e sim arregaçar as mangas e trabalhar.Está um tal de falar que fulano não projetou bem,ciclano não calculou e enquanto isto a Cidade continua do mesmo jeito.Independente do que ouve,tem andado pelas ruas da cidade?Continua uma vergonha e nesses três meses,não deu pra notar diferença. Culpar alguém vai trazer num piscar de olhos todos os problemas resolvidos?Não vai não meu caro.O Prefeito já tinha que estar atuando,principalmente nesses pontos que não foram bem projetados.O que o povo Brazopolnse gostaria é que nosso prefeito tivesse uma visão
mais ampla do assunto e metesse cara e deixasse a entrada da cidade com aparência melhor,independente de quem começou a obra.Faça valer meu voto e de todos os cidadãos que aqui moram.Carlos

Anônimo disse...

E pelo cenario que eu estou vendo, sai prefeito e entra prefeito e sempre vão ficar acusando a administração anterior. SErá qie é dificil fazer alguma coisa para que Brasópolis saia do buraco????? Chega de interesses politicos.

Anônimo disse...

vou dar uma sugestao.,abre de novo o valetao ,planta de novo o bambusal,deixa do geito que era diga se de passagem o campo era muito mais bonito......ass. raimundo,sjc.

Anônimo disse...

Zé Carlos, sei de sua competência, participei muito com seu finado Pai em um momento político em nossa querida cidade, vejo você como admistrador de nossos interesses, a cidade conta com você, e seus eleitores, tem certeza de sua capacidade! Chico João.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com voce, mas, não pode demorar muito para consertar. Contamos com voce.

Anônimo disse...

Prezado Vereador
José Carlos.
Este projeto sem embasamento técnico foi aprovado como?
Quais os vereadores que votaram a favor?
Grato.

Faraó


Defensor das águas disse...

Foi um alerta, mas outras inundações ainda virão, por conta das construções que estão fazendo margeando a rodovia ou mesmo o lado de Seu Cãndido mendonça, fechando a passagem das águas que querem ganhar o rio.Se outrora ela invadia posto, agora vai chegar na estação.Mesmo na ponte de ferro antiga, com aquelas casinhas que ali foram construídas.Se os vereadores viram que estava tudo errado porque não embargaram?

Anônimo disse...

CONCORDO COM VC , CARO RAIMUNDO DE SJC, A RETIRADA DO BAMBUZAL HÁ ANOS ATRÁS FOI UM TREMENDO ABSURDO, HOJE TENHO CERTEZA QUE ISSO NÃO TERIA SIDO PERMITIDO, TODOS NÓS FOMOS CULPADOS, O NOSSO CAMPO ERA INFINITAMENTE MELHOR NAQUELA ÉPOCA, AGORA NOS RESTA APOIAR E ESPERAR UMA RECONSTRUÇÃO .

JOÃO MÁRIO JR. ( JUNINHO DA ACADEMIA )

Anônimo disse...

Eu acho que o ex prefeito fez o correto sobre a nova avenida pois, querendo o nao precisamos de investimento, um exemplo que ja esta ocorrendo e construção ao longo da avenida , agora tem que terminar o projeto que começou e nao ficar criticando o que ja foi feito , vamos dar continuidade o que começou inddepentene do partido e das pessoas.

Anônimo disse...

Caro Vereador; aquela Avenida tem que ser terminada, pois Brazpópolis terá uma cara mais bonita,acho que o atual Prefeito tem que dar continuidade e não deixar como foi feito com o Tijuco Preto, chega de rinchas e mãos a obra.

Anônimo disse...

Quem pode com a força da natureza e com os danos que ela causa? Como se explica então os estragos em piranguinho, itajubá e entre outras? terminem o que o outro começou pois vai ficar muito bonito p Brazópolis

Antonio Claret disse...

Eu acho que o nobre vereador está querendo fazer politica. Você escreveu demonstrando conhecimento, se já sabia porque não encabeçou um movimento para paralisar a obra. Falar agora é fácil.

Anônimo disse...

Concordo, senão tivesse chovido tanto em tão poucas horas,isso não teria acontecido mas o que fazer minha gente caiu agua pra caramba isso nunca tinha acontecido aqui em Brazópolis.

marcelo disse...

Gente vao na prefeitura pegar informação esta obra ao lado do campo esta broqueda por falta de projeto do nao tem projeto plano pluvial de agua nao sei como ninguem fez nada na epoca a obra foi feita por pessoas nao abilitadas para o assunto ate mesmo o engenheiro da caixa condenou a obra como que vcs querem que o prefeito atual termine ele nao pode mexer ate o processo terminar .

LUCAS PEREIRA disse...

Gente o prefeito atual nao pode terminar aquela avenida pois a mesma foi condenada pela caixa ,ate mesmo antes do prefeito atual assumir ou vcs nao lembram que a obra esta parada desde de setembro esta obra ia ficar muito bonita mesmo se tivesse Sido feita POR PESSOAS CAPACITADAS .VERGONHA E DESCASO COM DINHEIRO PUBLICO .

Anônimo disse...

Júlio Renato diz:
Desde em que me conheço por gente a única preocupação dos políticos de Brazópolis é ficar criticando o trabalho do outro ou desmanchando a praça da matriz e dar a ela um ar de novo mandato.O que Brazópolis está precisando urgente é que se termine a obra do prefeito anterior.Então digníssimo J.Carlos Paíco o melhor a se fazer é colocar a viola no saco e começar a trabalhar.Já que o prefeito anterior"não fez nada",comecem vocês a mostrarem do que são capazes.

Cristo disse...

Brazópolis não vai pra frente mesmo, até o fenômeno da natureza eles não conseguem superar, estão pensando até no bambuzal que existia ali no tempo que não havia banheiro público e servia para o pessoal fazer uso para suas necessidades. Toda vez mesma história entram e falam da administração anterior. Vamos lá pessoal mostrem que vcs sabem administrar, resolvam, se virem, Brazópolis não MERECE ESSA PRAGA.Vão fazer um estágio em Itajubá, Pouso Alegre, Piranguinho,Santa Rita,quem sabe várias cabeças pensando, sai alguma coisa. Parem de achar culpado se não sabem renunciem por favor.

Anônimo disse...

Daqui a pouco aparece algum saudosita dizendo ' ahhhhh que saudade doo cheirinho do bostero!!!" hauhauhauhauhau

Anônimo disse...

Quando a obra é bem feita todo mundo quer ser o dono, colocam placas para lembrarmos os autores e a cidade se orgulha da obra. Mas quando tudo dá errado ninguém é responsável. Vamos dar nomes aos autores desta obra vergonhosa.

Anônimo disse...

se não fosse o Sr. Josias Gomes, ainda continuariamos chegando a Brasópolis, pela MG 292 , COM UM LIXÃO A CÉU ABERTO, a nos recepcionar.

Anônimo disse...

Não importa qual gestão fez isso! O que importa agora é arrumar nossa cidade! Chega de ficar achando culpado! É HORA DE TRABALHAR!

Postar um comentário

Obrigada por dar a sua opinião.
Elogie, critique, mas faça isso com educação.
- Comentário com palavras de baixo calão será excluído.