6 ANOS LEVANDO AS NOTÍCIAS DA TERRINHA QUERIDA

AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com

31 de dezembro de 2011

28 de dezembro de 2011

Grupo Viracena emociona o público brazopolense com o Auto de Natal

Na noite do dia 25 de dezembro, a cidade foi agraciada com a maravilhosa  performance lírico-teatral do Grupo Viracena, que fez uma apresentação baseada na tradição popular das Folias de Reis.
Entre os artístas está o brazopolense Renato Noronha, o "Renato Mangaio".
Parabéns ao grupo pela bela apresentação!

















27 de dezembro de 2011

A FESTA DO MENINO JESUS

Mais uma vez conseguimos fazer a festa do Menino Jesus!
Neste último domingo, dia 25 de dezembro,  aconteceu a II Festa do Menino Jesus na Praça da Matriz em Brazópolis.
E o mais importante de tudo, não foi a festa,  foi o espírito de união, de colaboração, de confraternização.
Quero de coração agradecer a todos que nos ajudaram.
Ao Sr. Aldo Chaves, da Assistência Social e ao Zeca do CRAS, que consegiram  o material necessário para a festa. Aos meninos do CRAS que ajudaram nos brinquedos, ao César Silveira que prontamente ofereceu sua ajuda, à Selma e Luigi que confeccionaram o bolo sem cobrar praticamente nada, à Marilda que confeccionou o andor do Menino Jesus, ao Raimundinho que colocou o som à nossa disposição, às pesoas que fizeram doações em dinheiro e a todos que na hora da festa tiveram tanto trabalho para servir a criançada.
Agradeço também aos que trouxeram suas doações ao LADMA. Foram poucas, mas tenho certeza, foram de coração.
Impossível citar todos os nomes, por isso agradeço a todos que, de uma maneira ou outra, fez com que esta festa se realizasse.
Deus Abençoe a todos!

Aguardem! As fotos serão postadas em breve.

Apae - Brazópolis assina convênio com Secretário Bráulio Braz

Apae - Brazópolis assina convênio com Secretário Bráulio Braz;
 “ foi um Presente de Natal ! ”
No último dia 22, a Presidente da APAE, Elizabeth Brandão dos Reis, juntamente com o Diretor Financeiro Alfredo Rezende Lisboa e o intermediador desse convênio, Paulo Romildo Machado,  foram à Cidade Administrativa do Estado, em Belo Horizonte,  para a assinatura de um  convênio  com o Secretário Estadual de Esportes e Juventude,  Sr. Bráulio Braz, no valor de R$20.000,00. O recurso será destinado à compra de equipamentos de informática com adaptações para o acesso dos alunos ao mundo virtual, além de móveis e eletrodomésticos necessários às Salas Multifuncionais para o Atendimento Educacional Especializado, com início no próximo ano letivo.
A Familia Apaeana está muito feliz em propiciar aos deficientes as práticas mais modernas de ensino, facilitando cada vez mais o aprendizado, a sua inserção no mercado de trabalho e, principalmente, a CONQUISTA PLENA DA SUA CIDADANIA.
Agradecemos, efusivamente, ao Deputado Estadual Bráulio Braz a concessão desse recurso, ao seu Chefe de Gabinete, Adair  Vidal ,que o representou no ato da assinatura, toda a sua equipe pela calorosa acolhida e a Paulo Romildo  que, desde o início da APAE, vem prestando a sua colaboração;  sendo um Grande Amigo dos Deficientes desta cidade.
  De acordo com a presidente da Apae “ foi um presente de natal para nossa cidade!“, afirmou.

24 de dezembro de 2011

CONTO DE NATAL - Renato Lôbo

Durante a Segunda Grande Guerra, uma rede de resistência foi organizada na Bélgica, para esconder as crianças judias, separadas de seus pais. Essas crianças eram confiadas a famílias cristãs, que, por sua vez, ignoravam a identidade dos verdadeiros pais daquelas crianças. Da mesma forma, os verdadeiros pais, por razões de segurança, também ignoravam o paradeiro de seus filhos.

A mesma rede havia organizado uma vigilância para saber para onde as crianças haviam sido levadas, como eram tratadas, e assim por diante.

Um dia, numa daquelas casas, uma daquelas crianças, um menino de seis anos, confiado a uma família católica, foi acusado de haver cometido um roubo. Pânico geral! Na mesma hora, a família que o acolheu entrou em contato com a rede, e uma pessoa foi enviada para se informar do quê estava acontecendo a fim de estudar o problema.

A família, atordoada, só sabia dizer:
- Pegue esse menino e o leve de volta. É um ladrão! Não o queremos aqui.

O agente, arrasado, disse que não poderia tomar aquela decisão, sozinho, e que iria reportar-se ao chefe da rede.

O chefe da rede, mesmo tolhido pelas circunstâncias, resolve ir pessoalmente visitar a família que acolheu o menino, onde o suposto roubo havia acontecido e o pânico se espalhado. Assim que põe o pé na casa, o que ele ouve é a mesma deplorável cantilena que já havia ouvido do agente. A família não só continuava impenetrável em sua suspeita, mas também irredutível na decisão de se livrar do menino. E queria que aquilo fosse feito ainda naquela noite.

O chefe pede para ficar a sós com o menino.
Então, naquele instante, sozinho com o autor da discórdia, prega-lhe um sermão, fala-lhe como se fosse a um adulto, e lhe diz:
- Tem alguma coisa aqui que não bate bem! Essas pessoas arriscam a própria vida para salvar a sua, e você, em agradecimento, não encontra nada melhor para fazer, a não ser roubá-las!

E o que é pior. A família prosseguia dizendo que além de ladrão, o menino era mentiroso. Quando o acusavam de haver roubado, ele negava e negava, obstinadamente:
- Não! Não roubei.

Sem mais, e de repente, o chefe da organização tem uma idéia. Uma dessas iluminações que nos chegam, sobretudo, quando falamos a uma criança. Perguntou, então, ao menino:
- Afinal de contas, o que foi que você roubou? Do que é que lhe acusam ter roubado?

É que, ninguém, até aquele momento, havia se preocupado com a questão material da acusação. Ninguém havia perguntado à família o quê, afinal, havia sido roubado.

Sem levantar os olhos, o menino responde:
- Eles me acusam de ter roubado o Menino Jesus do presépio.

O chefe da rede volta a perguntar:
- E não é verdade?!

E o menino volta a insistir:
- Não, não é verdade.

Ainda mais intrigado, o chefe da rede, arrisca uma última tentativa:
- Mas, então, o que foi que você fez?

E o menino, de olhos baixos:
- Eu não o roubei, eu o escondi.
- Mas por que você o escondeu? – pergunta o chefe.

Dessa vez, o menino ergue os olhos e responde:
- Porque ele também é judeu, assim como eu!

23 de dezembro de 2011

O RESTO A GENTE INVENTA - Maíra Cintra

É chegada a hora de mudar, de fazer faxina, arrastar os móveis, limpar a casa. Não, eu não quero surpresas, quero mudanças, porque eu preciso delas. Devo aprender a não querer tanto, mas é que eu já quis tão pouco e não me deram então optei por querer mais e receber pouco.
Não quero perder a magia de um final de ano, quero que seja do mesmo jeito como era na minha infância. Aquela criança às vezes calada, às vezes levada, que buscava eternamente o espírito natalino. Família reunida, amigo secreto, Papai Noel, muitos presentes, ceia, abraços, e a espera pela hora mais iluminada, os fogos de artifícios. Quando as luzes refletiam nos meus olhos, quando o ritmo singelo das músicas invadiam nossas casas, quando as pessoas compartilhavam afeto, esperanças e delicadezas. Quero que seja assim, que eu me sinta assim, mesmo que nada disso aconteça.
Que o ano novo venha com força, fé, paz, leveza, felicidade, desafios, sabedoria e aprendizagem. Sim, aprender sempre, mas que seja de uma forma mais calma para aqueles que já passaram por grandes turbulências. Estabilidade para todos que sofreram oscilações durante a vida. Calmaria para aqueles que desejam se encontrar e entrar em profunda paz de espírito. Que tudo venha como uma brisa, com ventos favoráveis nos tocando para um lado mais necessário daquilo que buscamos. Dar de cara com o inesperado no meio do caminho e ser feliz sob todas as circunstâncias. E se não for exatamente assim que busquemos ao máximo tentar ser. O resto? O resto a gente inventa.

ATENÇÃO CRIANÇAS: NESTE DOMINGO FESTA DE ANIVERSÁRIO DO MENINO JESUS 2011

Será neste domingo, dia 25 de dezembro, a festa do menino Jesus.
Venham cantar parabéns a Ele, comer bolo, tomar refrigerante e brincas muito na piscina de bolinha, cama elástica, pula-pula.
É só você trazer uma quilo de alimento (não perecível) ou um produto de limpeza ou higiêne pessoal.
Além de tudo isso, vocês receberão uma benção especial do Pe. César.
Vamos fazer o nosso Natal mais feliz!

Ata da Trigésima Sétima Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Brazópolis

Ata da Trigésima Sétima Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Brazópolis, realizada dia 14 de Dezembro de 2011, às 18h30min. Instalada, a sessão, o Senhor Presidente cumprimentou a todos os presentes e pediu ao secretário da Mesa que fizesse a chamada. Eu Danilo Pereira Rosa, Primeiro Secretário, fiz a chamada e constatei a presença dos demais vereadores, com exceção do Vereador Péricles Pinheiro que está licenciado. Logo após o Senhor Presidente proferiu as seguintes palavras: “Sob a proteção de Deus e como representantes do povo brazopolense, iniciamos nossos trabalhos no legislativo”.  Foi feita a leitura da Ata da Trigésima Sexta Sessão Ordinária de 2011, discutida, corrigida e aprovada por unanimidade. Leitura das correspondências recebidas e expedidas: Correspondências do Ministério da Educação informando a liberação de recursos financeiros, para a execução de programas do fundo municipal de educação: Prefeitura Municipal de Brazópolis - Alimentação Escolar – Ensino Fundamental valor R$ 6.054,00; PNAE – Creche valor R$ 372,00; Alimentação Escolar- EJA valor R$ 414,00; PNATE somatória - valor R$ 23.380,94; beneficiário Prefeitura Municipal,Todos referentes ao mês de Novembro de 2011. Comunicado da Câmara dos Deputados Federais, informando os recursos do orçamento da União pagos aos municípios, na somatória de R$ 1.061.639,94 . Informativo do Ministério do Desenvolvimento social e combate a fome, comunicando a transferência de recursos ao fundo Municipal de assistência social destinados ao custeio das ações e serviços socioassistenciais no valor de R$ 2.640,20. Cartão de Natal da Câmara de São Lourenço, Minas Gerais.  Leitura dos projetos de Resoluções: Projeto de Resolução Nº 09 de 14 de dezembro de 2011 que “concede aos vereadores o direito a percepção do 13º Salário”. Projeto de Resolução Nº 10 de 14 de dezembro de 2011 que “ acresce ao artigo 48 do regimento interno desta Casa Legislativa, parágrafo 1º e parágrafo 2º  a seguintes redações : § 1º As comissões permanentes da Câmara reunir-se-ão uma vez por semana durante o período normal de trabalho do ano Legislativo; § 2º - As comissões permanentes da Câmara farão publicar resoluções fixando o dia da semana e horário das reuniões públicas de trabalho das comissões. Projeto de Resolução Nº 11 de 14 de dezembro de 2011 que “ antecipa a sessões do dia 20 de dezembro para o dia 15 e a do dia 27 para o dia 20 de Dezembro, no horário habitual das 18:h30 minutos. As resoluções entram em discussão, uma a uma e foram e somente a o projeto de resolução Nº10/2011 houve uma mudança da reunião semanal, passando para quinzenal. Os projetos de resoluções entraram em votação e foram aprovados por unanimidade. A palavra ficou aberta para os vereadores colocarem seus encaminhamentos para providências: Pedido de Providência Nº 27/2011 do vereador José Maurício Gonçalves, solicitando que o setor de obras da Prefeitura coloque material pedregoso em dois pontos crítico que vem prejudicando principalmente os moradores do Bairro Arrozal: O primeiro, fica no ponto mais íngreme do morro do sabão; o segundo ponto fica próximo à propriedade do Sr. Chico Machado. Providência Nº 28/2011 dos vereadores José Maurício Gonçalves e José Carlos Dias solicitando em nome dos moradores do bairro Aparecida e Alto da Glória que o setor de obras da prefeitura faça manutenção no canteiro central da Avenida Tancredo Neves, tendo em vista que há muitas pragas no gramado do canteiro. Requerimento Nº 27/2011 do vereador José Carlos Dias solicitando que a Prefeitura encaminhe à Câmara a documentação referente ao Projeto de Lei Nº 027/2011, conforme exigência do Art. 5º, Parágrafo único, da Lei Municipal nº 955/2011, publicada em 26/10/2011. Os encaminhamentos dos vereadores foram todos aprovados por unanimidade e seguirão para os canais competentes. Foi feito a leitura dos pareceres favoráveis em conjunto das comissões de Finanças, Orçamento e Fiscalização e da comissão de Legislação, Justiça e Redação Sobre o projeto de Projeto de Lei Nº 29 de 21 de Novembro de 2011 que “Revoga o parágrafo do artigo 3º, e altera a redação do artigo 6º, todos da Lei Municipal n º 923/2010”. A comissão de Educação, Cultura, Saúde, Desporto e Meio Ambiente, apresentou seu parecer favorável verbalmente. Leitura da Proposta de Emenda Supressiva nº 01 que “Suprime, na sua totalidade, a redação do Artigo 1º, renumera os demais artigos e altera a redação da Ementa do Projeto de Lei” O seguinte projeto e sua emenda entraram em discussão e votação, sendo aprovado em primeira e segunda votação por unanimidade, agora seguira para a sanção do chefe do executivo.
A sessão passou para o Grande expediente. A palavra ficou aberta por ordem de solicitação; Com a palavra o vereador Sérgio Machado solicitou que a mesa envie um pedido ao executivo para que faça reparos necessários no trecho de estrada próximo ao bar do Sr. Alcides no Bairro Farias. Não havendo mais nada a tratar, o presidente declarou encerrada a sessão e convocou a todos para a próxima sessão ordinária do dia 15 de Dezembro às 18h30min. Desejou ainda uma boa noite, uma boa semana e que Deus os acompanhe. Dando como encerrados os trabalhos daquela sessão, eu Danilo Pereira Rosa Secretário da Mesa, lavrei a presente Ata, que após lida, e, se aprovada, será assinada por mim e por todos os Edis presentes.

CRAS em parceria com Projetos da Assistência Social e SENAC, realiza palestra sobre Tabagismo e Alcoolismo em Luminosa.

No dia 5 de dezembro o SENAC, realizou uma palestra para as famílias acompanhadas pelo Centro de Referência de Assistência Social, alunos dos Projetos da Assistência Social (PETI e PROJovem) e alunos da Escola Estadual Alfredo Albano de Oliveira.

A palestrante Danielle (enfermeira), enfatizou como é prejudicial o vício para a saúde do ser humano, os efeitos que ele causa e orientou que o tratamento do Tabagismo e Alcoolismo é complexo e depende do estado do paciente e de seu engajamento no processo de cura.

As técnicas do CRAS, Assistente Social e Psicóloga, orientaram quanto ao tratamento oferecido na saúde mental e sobre o serviço prestado pelo CRAS no bairro.

Para finalizar a Coordenadora do CRAS, agradeceu a participação da comunidade em geral, a equipe do SENAC e os monitores dos Projetos da Assistência Social, pela mobilização e organização do evento.

Assim, mais uma vez, pudemos compartilhar bons momentos, troca de experiência e de conhecimentos no distrito de Luminosa, onde a população é tão participativa.





Fonte: http://www.brazopolis.mg.gov.br

1º Caravana da Cidadania - Projeto Social Japão

Em nome da instituição Vetebraz autora do Projeto Social Japão, queremos registrar os sinceros agradecimentos a todos que participaram desta Caravana da Cidadania. Falar de nosso contentamento e da grande repercussão positiva em nossa comunidade, esta caminhada marca os 30 anos da associação Vetebraz e nos fortalece cada vez mais a levar avante o objetivo do projeto que é ajudar nossas crianças na formação Cidadã, colaboração está para que sejam formados homens novos para um mundo novo.
Muito nos alegrou a presença de nossas autoridades com disposição num sábado chuvoso para o engrandecimento de nossa sociedade. De maneira especial agradecemos o nosso idealizador Dr. Attillio Ferdinando Pellicce pela eficaz atuação norteando a todos os presentes a importância de cada instituição na vida da sociedade e a Dra. Letícia Drumonnd que nos permitiu também um momento extraordinário de abertura para nossas crianças, jovens e adultos.


















CUIDADO: NOVO VIRUS ROLANDO NA INTERNET

Está circulando pela internet  um e-mail com uns sapatinhos vermelhos dançando: é uma música bem alegre.
No e-mail são oferecidas mais de mil músicas. Não baixe nada. É o vírus Kleneu 66 !!!
Se você abrir o Arquivo em DUAS HORAS seu HD estará limpo e completamente destruído.
MUITO CUIDADO !!! Não faça download deste arquivo em nenhuma circunstância.
Este vírus entrou em circulação esta semana  e segundo a UOL , NÃO há anti-vírus disponível ainda contra Kleneu 66.

22 de dezembro de 2011

DIA DE FESTA NO LADMA


Neste último domingo, dia 18 de dezembro de 2011, numa parceria entre a Associação “CF”, o grupo “Gente Feliz”, o TAB (Teatro Amador Brazopolense) e funcionários, aconteceu uma alegre festa de Natal no LADMA - Lar Dona Maria Adelaide - de Brazópolis.

A festa teve início com um almoço, tendo sorvete como sobremesa.

Após o almoço, internos e presentes cantaram  ao som de violeiros que apresentaram um repertório  bem popular.

Para alegrar ainda mais a festa, compareceram dois Papais Noeis e dois palhaços que distribuíram presentes, doados pela comunidade, a todos os internos.
Para finalizar, foi oferecido a todos, bolo e refrigerante.
FOTOS: IRENE SERPA E CARMINHA CINTRA

















AGRADECIMENTO DO LADMA
Que o Menino Jesus abençoe todos os  colaboradores que, durante o ano de 2011, não se esqueceram que em Brazópolis, possui uma casa para abrigar os nossos idosos.
Graças à Associação  CF, Grupo "Gente Feliz", TAB e nossos dedicados funcionários, pudemos comemorar o nascimento do Menino Jesus.
Esperamos em 2012 continuar a contar com a boa vontade de todos os brasopolenses presentes e ausentes, para que nosso trabalho atinja os objetivos desejados.

O nosso Deus lhes pague!

Abraços de toda a  diretoria e do presidente  Altair Marcio Oliveira Reis.

Ata da Trigésima Sexta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Brazópolis

Ata da Trigésima Sexta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Brazópolis, realizada dia 06 de Dezembro de 2011, às 18h30min. Instalada, a sessão, o Senhor Presidente cumprimentou a todos os presentes e pediu ao secretário da Mesa que fizesse a chamada. Eu Danilo Pereira Rosa, Primeiro Secretário, fiz a chamada e constatei a presença dos demais vereadores, com exceção do Vereador Péricles Pinheiro que está licenciado. Logo após o Senhor Presidente proferiu as seguintes palavras: “Sob a proteção de Deus e como representantes do povo brazopolense, iniciamos nossos trabalhos no legislativo”.  Foi feita a leitura da Ata da Trigésima Quinta Sessão Ordinária de 2011, discutida, corrigida e aprovada por unanimidade. Leitura das correspondências recebidas e expedidas: Telegramas do Ministério da Saúde informando a liberação de recursos nos valores: somatória de R$ 1.008,32, para o pagamento de Piso Estratégico – gerenciamento de Risco de VS – Produtos e Serviços. Valor de R$ 2.400,00 para o pagamento de Ações Estruturantes de Vigilância Sanitária. Todos referentes ao mês de Setembro, beneficiário fundo municipal de saúde de Brazópolis. Ofício Nº 70 da APAE de Brazópolis dando ciência da resolução provisória sobre a locação que abrigará a estrutura da APAE, através de entendimentos em reunião do dia 29 de novembro na presença do Prefeito, da Juíza e do Promotor de Justiça desta comarca.  Cartão de Natal das Irmãs do Lar da Criança Monsenhor Noronha. Convite do Hospital São Caetano para a inauguração de suas novas instalações: dia 10 de dezembro às 10h. Convite para a solenidade de entrega de certificados de conclusão do 5º Ano do ensino fundamental da E.M. Dona Maria Carneiro Braz, dia 14 de dezembro às 19hs no clube Wenceslau Braz. Convite para a formatura dos alunos da E.M. Joaquim Raimundo Braga, dia 12 de Dezembro às 14h na Sede do Conselho Comunitário do Bairro Bom Sucesso. Convite para a festa de confraternização da Empresa My Lady, dia 17 de dezembro a partir das 11h no Sítio do Silveira. A palavra ficou aberta para os vereadores colocarem seus encaminhamentos para providências: Pedido de Providência Nº 18/2011 do vereador Danilo Pereira Rosa, Solicitando a disponibilização de um veículo para uma viagem a Belo Horizonte na data de 12 de dezembro, para duas pessoas. Trata-se de uma aluna e da professora da Escola Alfredo Albano de Oliveira que irão a Belo Horizonte participar da cerimônia de premiação do Concurso de Trovas, realizado pela Secretaria Estadual de Educação e que teve a aluna Damares Simões como vencedora entre as três primeiras colocadas. Requerimento Nº 26/2011 da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, solicitando do Executivo, cópia da lei sancionada e publicada, decorrente do Projeto de Lei nº 05/2011, aprovado por unanimidade pelos vereadores em 18/10/2011. Requerimento Nº 26/2011 do vereador José Carlos Dias solicitando informações: 1 - Por que a cerca ao longo da estrada de acesso ao Bairro Bom Sucesso, do novo trevo em construção até a ponte sobre o Ribeirão foi mudada, diminuindo o espaço, voltando a ficar no local de antes da abertura da estrada.2 - Vemos no trevo algumas marcações com estacas no barranco e temos informações de que o trevo será ampliado. Também observamos que uma caixa de escoamento de águas pluviais foi alterada, com a execução do calçamento do observatório.  O Chefe de Gabinete esteve aqui na Câmara e disse que não havia erros no projeto. Enfim, o que está acontecendo com a obra? Haverá alterações no projeto? A Caixa ainda não aprovou o projeto da obra? Se não existem erros no projeto, por que então a obra continua paralisada? Indicação Nº06/2011 do vereador José Carlos Dias solicitando que o Executivo conceda o reajuste gera para os servidores públicos municipais, visando recompor o poder aquisitivo dos servidores, tendo em vista que as perdas salariais já acumulam 13,41%, se considerarmos o índice INPC do IBGE. Os encaminhamentos feitos pelos vereadores foram todos aprovados por unanimidade e serão encaminhados aos canais competentes.  Foi lido o Projeto de Resolução Nº 008 de 6 de dezembro de 2011, que transfere a sessão ordinária do dia 13 para o dia 14 de dezembro permanecendo no mesmo horário; justifica-se pelas festividades do dia de Santa Luzia onde grande parte da população, autoridades e membros do legislativo participam da festa. O seguinte Projeto de Resolução foi remetido ao plenário e aprovado por unanimidade.  Leitura do Projeto de Lei Nº 27 de 20 de Outubro de 2011 que “Autoriza o Executivo a conceder imóvel do município em direito real de uso”. Projeto de Lei Nº 29 de 21 de Novembro de 2011 que “Revoga o parágrafo do artigo 3º, e altera a redação do artigo 6º, todos da Lei Municipal n º 923/2010”. Projeto de Lei Nº 30 de 23 de Novembro de 2011, “Autoriza o poder Executivo a conceder auxilio alimentação, em pecúnia, na forma que especifica, e dá outras providências”. Os projetos de leis foram encaminhados as comissões pertinentes.  Foram lidos os pareceres jurídicos sobre os projetos: 27, 29 e 30, na sequência a sessão entrou em intervalo de 15 minutos para as comissões apresentarem seus pareceres e emendas ao Projeto de Lei Nº 30/2011 que veio em regime de urgência solicitado pelo executivo. Após o intervalo foi feito a leitura dos parecer favorável em conjunto da comissões de Finanças, Orçamento e Fiscalização e da comissão de Legislação, Justiça e Redação.  Foi feito a leitura da Proposta de Emenda Substitutiva que “Substitui a redação dos Art. 1º, 7° e 8°”  do Projeto de Lei Nº 30/2011. Art. 1º. Fica o Município de Brazópolis, autorizado a conceder auxílio alimentação mensal, em pecúnia, no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) a todos os seus servidores efetivos e contratados, ativos, inativos e pensionistas, com exceção dos cargos de Secretário Municipal, Prefeito e Vice-Prefeito. Art. 7°. Fica acrescentado o parágrafo único ao Art. 28 da LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias, Lei Municipal n° 944/2011, com a seguinte redação: “ Art. 28 (...) Parágrafo único. O Executivo Municipal fica autorizado ainda a conceder auxilio alimentação aos servidores municipais, efetivos e contratados, ativos,  inativos e pensionistas, exceto para os cargos de Secretário Municipal, Prefeito e Vice-Prefeito.” Art. 8°. Fica acrescentado o parágrafo único ao Art. 6° da LOA – Lei Orçamentária Anual, dos exercícios de 2011 e 2012, leis municipais n° 934/2010 e 945/2011, com a seguinte redação:“ Art. 6° (...) Parágrafo único. O Executivo Municipal fica autorizado ainda a conceder auxilio alimentação aos servidores municipais, efetivos e contratados, ativos,  inativos e pensionistas, exceto para os cargos de Secretário Municipal, Prefeito e Vice-Prefeito.” A seguinte Emenda entrou em discussão. Com a palavra o vereador José Carlos disse que a proposição da emenda que exclui o cargo de Secretário Municipal é uma imposição constitucional, vez que o cargo do secretário está classificado como Agente Político, sendo o mesmo caso dos cargos de Prefeito e Vice Prefeito. Quanto as propostas de substituição das redações, apenas fazem correções incluindo pensionistas e contratados que não foram citados. O projeto nº 30/2011 entrou em discussão, com a palavra o vereador Sérgio Machado parabenizou o Executivo pela iniciativa, visto que o funcionalismo público municipal precisa ser valorizado e com essa medida o servidor será beneficiado e a folha de pagamento não será sobrecarregada. Com a palavra o vereador José Carlos disse que o auxilio alimentação é um merecimento do servidor, mas que de forma alguma, conforme já citado no parecer conjunto das Comissões de Finanças e Legislação, pode ser justificado como substituição ao reajuste geral para recomposição das perdas inflacionárias, que já chegam a quase 15%, desde de 2009. O seguinte projeto e sua emenda entraram em votação sendo aprovados em primeira e segunda votação por unanimidade, agora seguira para a sanção do chefe do executivo.  A sessão passou para o Grande expediente. A palavra ficou aberta por ordem de solicitação; Com a palavra a vereadora Adriana Lucia Mendonça, aproveitando a grande presença dos funcionários públicos municipais, informo-lhes que as proposta de emendas sobre o estatuto do servidor, já se encontra no Site da câmara e que as opiniões são fundamentais para a conclusão dos trabalhos e em fevereiro, então, poder votar o estatuto. Com a palavra o Sr. presidente também aproveitando a presença servidores municipais, disse para os mesmo procurarem os seus encarregados, os secretários municipais de seus setores, para que procurem a secretaria da câmara, na forma que seja agendada uma reunião para viabilizar o convenio simplificado de saúde que atenderá os funcionários públicos municipais e suas famílias. Com a palavra o vereador Danilo Pereira Rosa questionou a “poda” das arvores na praça de Luminosa, o vereador quer saber porque cortaram as arvores e chamaram de poda, pois do jeito que ficou não deve brotar mais, e com tanta proibição que autorizou e porque autorizou? Com a palavra o vereador José Carlos retomou a questão do empreendedorismo, falou da revista Isto É, Dinheiro, que elegeu os cinco destaques no empreendedorismo no Brasil em 2011. Falou do destaque na escola de Luminosa que, pelo segundo ano consecutivo teve um aluno vencedor do concurso de trovas organizado pela Secretaria Estadual. Esse fato eleva nossa terra e mostra a trabalho desenvolvido da Escola Alfredo Albano de Oliveira. Parabéns aos alunos e professores da escola pelo trabalho. Falou ainda da necessidade da secretaria de saúde dispensar uma atenção mais específica aos pacientes que fazem hemodiálise em Itajubá, pois eles são transportados na ambulância e, esta semana, por ter de atender a urgência, a ambulância atrasou para buscá-los e teve paciente que chegou em casa quase meia noite, tendo que pagar taxi para ir do hospital até sua casa. Falou da audiência publica e da participação do povo, lembrando que a Comissão fará as emendas e distribuirá cópias aos vereadores para discussão. Falou dos Holerites esclarecendo que, em relação às reclamações de faz três meses que a prefeitura não entrega holerites aos funcionários, o servidor Patrese disse que isso ocorreu por falta de papel próprio para a impressão dos comprovantes e que o funcionários que precisar dos holerites pode procurar o Departamento de Pessoal que receberá os comprovante de todos os meses impressos em papel comum. O servidor Patrese ainda informou que tão logo cheguem os papeis indevassáveis para impressão dos holerites, estes serão impressos, inclusive os meses atrasados, e entregues a todos os servidores. Com a palavra o Sr. presidente cobrou uma atenção por parte do executivo na questão da aparência das ruas e jardins, as ruas andam sujas e os jardins com a grama alta. Falou também de algumas ruas em que os paralelepípedos estão fora do lugar muitas vezes encavalados uns em cima dos outros. O Sr presidente também disse que ouviu até comentários sobre o corte das palmeiras, “disseram que passou pela câmara”. Sabemos que isso não passou por essa casa e é de competência do CODEMA, a analise e ordem para o corte e foi a prefeitura quem executou o serviço. Para evitar mais criticas sobre os vereadores, foi enviado um ofício ao presidente do CODEMA, para que nos encaminhe cópia do laudo técnico e demais documentos que autorizaram o corte das palmeiras. Antes de encerrar o Sr. presidente consultou os vereadores se todos estavam de acordo em encaminhar moções de pesar as famílias dos recém falecidos: Família da Srª Maria do Carmo, esposa do Sr. Vasco Chaves; a família da Srª Pedrina Rosa Antunes, esposa do Sr Zico Antunes; e a Família da Srª Maria Aparecida Vergueiro. Com a palavra o vereador José Carlos Dias, disse que não poderia de deixar de mencionar a nomeação de Dom José Francisco a Arcebispo para assumir a Arquidiocese de Niterói, no Rio de Janeiro. Disse que presta sua homenagem ao religioso e pediu que, se todos os vereadores estiverem de acordo, a Câmara envie ao nosso Dom Francisco uma moção de congratulações, em reconhecimento ao seu trabalho, no campo religioso.  Com a palavra o Sr. presidente disse que fica feliz em saber que algo no sentido de abrigar a estrutura da APAE tenha chegado a uma solução paliativa, mas que esperará que o executivo resolva de uma vezes, quando fizer a doação do terreno para a construção definitiva do prédio da APAE. Não havendo mais nada a tratar, o presidente declarou encerrada a sessão e convocou a todos para a próxima sessão ordinária do dia 14 de Dezembro às 18h30min. Desejou ainda uma boa noite, uma boa semana e que Deus os acompanhe. Dando como encerrados os trabalhos daquela sessão, eu Danilo Pereira Rosa Secretário da Mesa, lavrei a presente Ata, que após lida, e, se aprovada, será assinada por mim e por todos os Edis presentes.
  

AMA EM FESTA NESTA TERÇA-FEIRA

Nesta terça-feira, dia 20 de dezembro, na sede da AMA – Associação dos Moradores do Alto da Glória - aconteceu a comemoração ao nascimento do Menino Deus, que teve início com a celebração da Santa Missa pelo nosso Pároco, Pe. César Moraes.

Esta festa, organizada para as crianças do Bairro Alto da Glória, acontece todos os anos e é fruto do trabalho voluntário de um grupo incansável de senhoras que, acima de tudo, pregam o amor e a caridade.


Crianças e adultos participaram e se emocionaram com a peça teatral “A Dádiva Perfeita”, onde o tema principal era o “Amor”.
















Origem do Natal e o significado da comemoração

Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.

As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém.

A Árvore de Natal e o Presépio

Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes.  

Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.

Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.

O presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII. As músicas de Natal também fazem parte desta linda festa.

O Papai Noel : origem e tradição

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo.

A roupa do Papai Noel

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.
Curiosidade: o nome do Papai Noel em outros países
 Alemanha (Weihnachtsmann, O “Homem do Natal”), Argentina, Espanha, Colômbia, Paraguai e Uruguai (Papá Noel), Chile (Viejito Pascuero), Dinamarca (Julemanden), França (Père Noël), Itália (Babbo Natale), México (Santa Claus), Holanda (Kerstman, “Homem do Natal), POrtugal (Pai Natal), Inglaterra (Father Christmas), Suécia (Jultomte), Estados Unidos (Santa Claus), Rússia (Ded Moroz).

A PRAÇA DO MERCADO - Maurício De Mendonça

           Da Ladeira ao outrora Largo das  Paineiras
            Se chega à grande feira
             Em dia de reboliço infernal.
             Um formigueiro humano acontece
             E se estende até o sol se por.
                       
             No mercado que ali se transforma
             Surgem barracas de verduras e frutas
              Açougues, botecos e lojas
              É um mundo persa  alucinado!
              É um mundo travestido em mercado.


                 

                        Ali se fala...Se compra... Se vende...
                        Se bebe...Se briga... Se resolve...
                        Conserta-se a rua!A Prefeitura!
                        O Brasil! O Mundo e sua vida!
                        É o pulmão  do Mercado respirando.
                       
                        É a nossa Praça do Mercado
                        Praça batizada de “José Gouvêa”
                        O Primeiro Herói que tivemos
                        O moço que morreu pela pátria.
                        O moço que envaideceu “Vargem Grande!”.                                 

21 de dezembro de 2011

Dor da Saudade, por Osvaldo Piccinin

“Amargurado pela dor de uma saudade, voltei de novo ao recanto onde nasci, onde passei minha bela mocidade, voltei chorando da saudade que senti”.

Que verdade cristalina e poética expressa este verso sertanejo. Somente uma alma cabocla para ter este nobre sentimento.

É muito comum encontrarmos pessoas que, apesar de se tornarem urbanos por opção ou obrigação, não tenham um pé na roça ou em cidadezinhas do interior perdidas por este Brasil afora. “A gente sai da roça, mas a roça nunca sai da gente”, nos persegue pela vida inteira.

Por incrível que pareça, as coisas que mais nos chateavam na época, são exatamente as que mais nos marcaram e nos remetem aos tempos da nossa infância perdida no tempo. Este final de semana fui matar a saudade do recanto onde nasci, lá no sítio Morro Azul. Passei um bom tempo recordando cada canto daquele paraíso, observando algumas árvores que plantei. Ainda está lá, quase morto, o abacateiro onde minha avó enterrou meu umbigo, como era costume da época na roça.

Que saudade do banho de rio, que saudade do pé de jabuticabas que durante o mês de novembro nos presenteava com suas frutinhas pretas de uma doçura e sabor inigualável.  Que saudade do canto estridente das cigarras nas tardes de primavera. Que saudade do pé manga rosa e manga espada, onde cada fruta madura era disputada à tapa pela molecada.

As amoreiras eram um show à parte. Disputávamos com os periquitos as frutinhas mais maduras. Que saudade das caçadas de estilingue, onde cada passarinho abatido tinha um valor diferente, de acordo com o grau de dificuldade para acertá-lo mortalmente.

Que saudade das brigas com os irmãos por causa de uma moela de galinha ou pelo maior bife. Saudade da horta sortida da minha avó, que além de verduras, tinha uma farmácia plantada: erva-doce, poejo, hortelã, erva-cidreira, losna, gengibre, erva de santa Maria, alecrim, guaco e outras mais.  Saudade dos lugares onde eu armava arapuca para pegar pombas, rolinhas e inhambus para comer como “mistura” quando a gente enjoava de abobrinha e chuchu.

Carne bovina era artigo de luxo e frango só no Natal ou quando alguém ficava doente. Que saudade de andar na garupa do cavalo tordilho marchador - verdadeiro mimo de meu pai. Saudade de ouvir “a prosa” dos mais velhos na soleira da porta.  Saudade das brincadeiras de pique e cantigas de roda no terreiro de casa. E põe saudade nisso!

Quanta saudade do tempo que passou, o tempo passa, mas em mim ficou, o sabor da infância e os calos da roça. Inesquecível é a dupla “Tonico e Tinoco”, no programa de rádio - “na beira da tulha”. Apesar da grande chiadeira do nosso aparelho Semp, era de longe o objeto mais valorizado lá de casa.

A música de abertura era sempre a mesma. “Eu nasci naquela serra, num ranchinho à beira chão, todo cheio de buraco, onde a lua faz clarão”.  Na seqüência ouvíamos a novela “Jerônimo, o herói do sertão”. É na simplicidade que mora a felicidade!

“Adeus amigos e poço verde da esperança, meu tempinho de criança, que não volta nunca mais,
“Adeus manso regato que nascia lá na serra, saudosa fonte que alegrava o meu viver, adeus paisagem, céu azul da minha terra, rincão querido, hei de te amar até morrer”.

“Hoje ali só existe três coisas, que o tempo ainda não deu fim, a tapera velha desabada e a figueira sorrindo pra mim, e por último resta a saudade, do tempo bom que se foi, encostado embaixo da figueira, nosso velho carro de boi”.

Quem inventou a distância e o tempo não conhecia a “DOR DA SAUDADE”.
E VIVA A DOR DA SAUDADE!

Osvaldo Piccinin, engenheiro agrônomo formado pela USP-Esalq, em 1973. Natural de Ibaté, é empresário e agricultor e mora em Campo Grande/MS.
 
Colaboração de Paulo de Tarso (Braso)

VERA CONVIDA PARA O 7º ANIVERSÁRIO DE SEU BAR, AMANHÃ, DIA 22


Amanhã, 22 de dezembro, quinta-feira, festa no “Bar da Vera”, para comemorar seu  7º aniversário.
A noite será animada pela Banda “Êxodo Urbano”, de Sapucaí Mirim, a partir das 21 horas.
Todos estão convidados!

Uísque Johnnie Walker tenta derrubar cachaça mineira João Andante

A holding inglesa Diageo, detentora da marca do uísque Johnnie Walker, abriu processo administrativo no Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) contra a cachaça João Andante. A Diageo acusa a empresa mineira de ser "imitação" de sua marca -segundo ela, avaliada em US$ 3,5 bilhões.

Mas o processo gerou publicidade para a cachaça e fez suas vendas dispararem. Nas últimas duas semanas, os pedidos feitos via e-mail já chegam a mil garrafas. Até então, as vendas eram de apenas 200 garrafas por mês.

"Os pedidos estão aumentando muito e nós sempre trabalhamos com margem e volume pequenos", disse Gabriel Lana, 25, um dos donos.

A João Andante foi criada em 2008, em Belo Horizonte,  por quatro jovens que viam a atividade mais como um hobby do que propriamente um negócio empresarial. Cada um deles segue com sua profissão.

O desenho das duas marcas é representado pela figura de um andarilho, embora de classes sociais distintas: enquanto um é lorde, o outro é um jeca, ou capiau, conforme o regionalismo mineiro.

"Apesar de ambos os personagens mostrarem algumas distinções, o uso da expressão 'João Andante', que é a tradução literal de 'Johnnie Walker', evidencia a intenção de criar uma 'versão local' da marca", argumenta a holding inglesa por meio do escritório de advocacia Dannemann Siemsen.

Os mineiros negam que o uísque tenha sido a inspiração e sustentam que o Walker da marca inglesa nada tem a ver com andar ou caminhar --é um sobrenome.

Afirmam que a ideia é a de um caixeiro-viajante, que é um andarilho, segundo o escritório de advocacia Hidelbrando Pontes e Associados.

CRAS de Brazópolis fazendo a alegria das crianças neste Natal


O CRAS - Centro de Referância de Assistência Social, através do Projovem, fez o Natal das crianças nos bairros de Brazópolis, levanto presentes, dança, música e muita alegria.
Garotada do CRAS empacotando os presentes


 Bom Sucesso


Estação Dias






 Can-Can





Bairro Alegre




Morada da Serra



Frei Orestes



O CRAS - Centro de Referência de Assistência Social é uma unidade pública estatal descentralizada da Política Nacional de Assistência Social (PNAS).

O Cras atua como a principal porta de entrada do Sistema Único de Assistência Social (Suas), dada sua capilaridade nos territórios e é responsável pela organização e oferta de serviços da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social.

Além de ofertar serviços e ações de proteção básica, o Cras possui a função de gestão territorial da rede de assistência social básica, promovendo a organização e a articulação das unidades a ele referenciadas e o gerenciamento dos processos nele envolvidos.

O principal serviço ofertado pelo Cras é o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), cuja execução é obrigatória e exclusiva. Este consiste em um trabalho de caráter continuado que visa fortalecer a função protetiva das famílias, prevenindo a ruptura de vínculos, promovendo o acesso e usufruto de direitos e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida.

O  CRAS de Brazópolis
Dentro do CRAS temos Programas e projetos desenvolvidos através do PAIF - Programa de Atenção Integral as Famílias nos bairros de Luminosa, Frei Orestes e Alto da Glória.

Atualmente a sede do CRAS encontra-se no bairro de Luminosa, onde acontece o PROJovem (Programa Socioeducacional para Jovens de 15 a 17 anos), o PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil para crianças de 6 a 12 anos), Grupo de Convivência "De bem com a vida" para adultos e idosos e Oficina de Arte. Estes programas também são aplicados no Bairro Frei Orestes

No PROJovem desenvolvem-se atividades como Orientação Social com temas que envolvem Juventude e Trabalho, Juventude e Cultura, Juventude e Meio Ambiente, Juventude e Saúde, Juventude e Esporte e Lazer, Juventude e Direitos Humanos e Socioassistenciais.

Já no PETI as atividades são voltadas para o trabalho Psicopedagógico e Artístico e nos Grupos de Convivência - "De bem com a vida", são realizadas Dinâmicas de Grupo, discussões sobre temas específicos, passeios, aula de Dança e Ginástica, sempre com foco na melhoria da Qualidade de Vida e Inclusão Social.

Esses Projetos e Programas oferecidos pelo CRAS são direcionados a usuários do Programa Bolsa Família e a pessoas em situação de vulnerabilidade, tendo em vista a integração Socioeducativa do Indivíduo.