AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com ou jornalajanela@yahoo.com.br

27 de setembro de 2011

ENCONTREI NA NET !!!?

(...)
Tenho muitas perguntas, mas farei apenas uma. Não quero saber por que fazenda hotel e não hotel fazenda ou o que é um enduro a pé. Acho mais importante saber se Brasópolis está escrito com Z de propósito.

Brazópolis é a mesma cidade que Brasópolis? Especulei muito a respeito. Uma das respostas que encontrei é que a organização quer incentivar o turismo internacional. E faz bem, o eco-turismo cresce no mundo todo e já se cogita caminhadas na mata como esporte olímpico. Logo, se é pra inglês ver, que se aproxime deles: se Brasil é Brazil, Brasópolis fica Brazopolis. Simples. O que me incomoda é que no cartaz tá com Z e acentuado. E todo mundo sabe que inglês tem medo de acentuação e cedilha. Hipótese descartada.

Vamos pensar junto: seria a briga entre o Z e o S comum na cidade? Espero que isso não cause tanta confusão quanto eu calculo. A briga é tão infundada que até eu, um sem cultura qualquer, posso desprezar. A letra S assume diversas formas em nossa biblioteca fonética, e a regra diz que quando encontrada entre vogais deve ser pronunciada com o som de Z. Palavras como casa, brasa, análise (sempre erro cara, não faz tem idéia) e, pasmem, Brasil.
Tudo bem, podes me dizer que Brasópolis é nome próprio, e se escreve como bem entender. Aceito, mas à raiz. Brasópolis seria Brasil (nossa pátria amada) + polis (cidade), então o S brasileiro deve ser mantido. E a culpa não é minha não, a culpa é do pau. Os europeus extraiam a madeira e coziam ela em fornalhas para capturar um pigmento que se desprendia da madeira. Essa solução servia como um caldo avermelhado, usado para revestimentos e tinta. Acabou pau brasil pela cor brasa, com letra minúscula e S.

(...)
Identificar como feio ou bonito não deve confrontar, em nenhum momento, a sua emoção ao ouvir os primeiros acordes do hino composto por Waldemar Mendonça e cantar aguerridamente “Todos cantam sua terra / Vamos pois cantar também / A nossa, que bem parece / O Presépio de Belém” como forma de declarar amor a tua casa.

Espero que não me julgue pela cidade onde eu vivo, ou pelos símbolos dela. Afinal, seria muito fácil ganhar a discusão enquanto o refrão de vosso hino continuar sendo “Brasópolis / terra querida / Cidadezinha de luz /
Brasópolis, miniatura / Da terra de Santa Cruz”.

Fonte: http://www.insanus.org/menezes/archives/012641.html

2 comentários:

Braso disse...

Se um ignorante falou e argumentou, aqui "outro" ignorante vai argumentar, so´digo uma coisa se Brazopolis é com Z porque é cidade(polis) dos Braz(sobrenome do Chico Braz) e não cidade do Bras que não existe e seria o mesmo que cidade dos sem origens. rsrsrsrsrsr

Maria J. disse...

Caro amigo Paulo,temos que ter paciencia,nem todos tiveram a sorte que tivemos: uma boa familia e uma boa cultura.

Postar um comentário

Obrigada por dar a sua opinião.
Elogie, critique, mas faça isso com educação.
- Se seu comentário estiver com palavrões de baixo calão será excluído.