6 ANOS LEVANDO AS NOTÍCIAS DA TERRINHA QUERIDA

AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com

8 de maio de 2014

POESIA: MINHA MÃE NÃO BATIA POR ANTONIO DE OLIVEIRA NORONHA

Brinquei na areia fininha,
que brilhava como ouro.
E minha mãe, coitadinha.
“Brincando na areia fria!
Você precisa de couro!”
Mas minha mãe não batia.

Brinquei também na enxurrada,
que corria como pranto.
E minha mãe, alarmada:
“Vai ficar doente” dizia
Tirando a vara de um canto.
Mas... minha mãe não batia.

Vejo a enxurrada que corre
e vejo a areia, lá fora,
Não sei: a mãe por que morre?
A minha mãe não batia...
Meu Deus! Se eu pudesse, agora.
Com gosto apanharia!

2 comentários:

Anônimo disse...

Lindo poema!

Zezé Gonçalves disse...

GOSTEI*DESSA*POESIA*PARABENISAREI*ABEÇA*ACEITARIA?*EU*DIZIA*FRANCAMENTE*MEU*
PAPAI*PERDIA?*PRÚ*PAI*ALEM*ONIPOTENTE*ELE*MÊ*DEIXARIA?*Ê*BEM*AUSENTE*DELE*ÔI*
AGENTE*CRESCIA*ELE*FOI*EMBORA*EU*MOLEQUINHO*FICARIA?*MINHA*SENHORA*MÃEZINHA*
QUÊ*INCUMBIA*SÊ*EDUCAR*EU*RAPAZINHO?*NÃO*ACANHAREI*RELATAR?*DAQUELA*MÃO*
SAGRADA*APANHEI*BELA*CORREIADA*LEVEI*EU*JÁ*MOCINHO*ABENÇOADA*HORA*AQUELA*
Ê*RELEMBRAREI*DELA*NÁ*MORADA*QUÊ*AGORA*ELA*MORA?*PALMADA*ATÉ*PANCADA*FOR*
DÁ*MÃEZINHA*É*DIVINA*CONTEM*SEU*AMOR*ILUMINA*Á*VIDINHA*JORNADA*É*SEM*DOR?*EU*
LHÊ*AGRADECEREI*LAMBADA*DOIDA*QUÊ*TOMEI*DÁ*MINHA*QUERIDA*MÃEZINHA*Ê*VIDA?*
MÉ*SALVES*''ZEZÉ'' GONÇALVES*****

Postar um comentário

Obrigada por dar a sua opinião.
Elogie, critique, mas faça isso com educação.
- Comentário com palavras de baixo calão será excluído.