6 ANOS LEVANDO AS NOTÍCIAS DA TERRINHA QUERIDA

AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com

17 de junho de 2013

NO DICIONÁRIO DE NOSSOS GOVERNANTES, DITADURA E DEMOCRACIA SÃO SINÔNIMOS!



CENAS DA MANIFESTAÇÃO DOS BRASILEIROS EM ÉPOCA DE DITADURA:



CENAS DA MANIFESTAÇÃO DOS BRASILEIROS EM ÉPOCA DE DEMOCRACIA:




NO DICIONÁRIO DE NOSSOS GOVERNANTES, DITADURA E DEMOCRACIA SÃO SINÔNIMOS!




APESAR DE VOCÊ, AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA!

QUE PENA, CHICO, VOCÊ ESTAVA ENGANADO... HOJE ESTÁ TUDO IGUAL!
 

Apesar de você foi composta em 1970, Chico Buarque passou os anos de 1969 e 1970 em auto-exílio na Itália, quando volta ao Brasil encorajado pelo diretor de sua gravadora que o informou que a situação no Brasil havia melhora, no entanto quando Chico Buarque volta, encontra o cenário violento, sendo os primeiros anos da década de 70 foram os mais marcantes na história da ditadura militar brasileira, então compõem essa canção.



É a primeira e a mais conhecida das canções sobre repressão, chegando a ser usada como canção de protesto tornou-se um “hino da época”, a época do AI-5. 


A verdade por trás de um relacionamento conturbado.



Na composição de Chico Buarque, há a separação de dois momentos, o hoje e o amanhã. 
Há na canção uma esperança que o “Amanhã há de ser outro dia”. O Hoje é caracterizado pela submissão do povo perante o governo e a ditadura, e o amanhã seria a esperança de um futuro libertador.



Apesar De Você

Chico Buarque



Hoje você é quem manda

Falou, tá falado

Não tem discussão

A minha gente hoje anda

Falando de lado

E olhando pro chão, viu

Você que inventou esse estado

E inventou de inventar

Toda a escuridão

Você que inventou o pecado

Esqueceu-se de inventar

O perdão



Apesar de você

Amanhã há de ser

Outro dia

Eu pergunto a você

Onde vai se esconder

Da enorme euforia

Como vai proibir

Quando o galo insistir

Em cantar

Água nova brotando

E a gente se amando

Sem parar



Quando chegar o momento

Esse meu sofrimento

Vou cobrar com juros, juro

Todo esse amor reprimido

Esse grito contido

Este samba no escuro

Você que inventou a tristeza

Ora, tenha a fineza

De desinventar

Você vai pagar e é dobrado

Cada lágrima rolada

Nesse meu penar



Apesar de você

Amanhã há de ser

Outro dia

Inda pago pra ver

O jardim florescer

Qual você não queria

Você vai se amargar

Vendo o dia raiar

Sem lhe pedir licença

E eu vou morrer de rir

Que esse dia há de vir

Antes do que você pensa



Apesar de você

Amanhã há de ser

Outro dia

Você vai ter que ver

A manhã renascer

E esbanjar poesia

Como vai se explicar

Vendo o céu clarear

De repente, impunemente

Como vai abafar

Nosso coro a cantar

Na sua frente



Apesar de você

Amanhã há de ser

Outro dia

Você vai se dar mal

Etc. e tal

La, laiá, la laiá, la laiá

22 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente, quase nada mudou. Espero que alguma coisa boa resulte destes conflitos. Talvez isto desperte na nossa juventude o espírito de cidadania, num envolvimento maior nos acontecimentos do país, numa luta pacífica pela igualdade, justiça, liberdade, e principalmente pelo FIM DA CORRUPÇÃO.
"Apesar de você amanhã há de ser realmente outro dia!"

Carlos Orlando Monfredini disse...

Desculpa falar assim mas será que está mesmo?
Hoje podemos ter liberdade de falar sobre tudo e seu blog faz parte dela, hoje não se persegue quem comenta ou fala contra o regime, Hoje temos mais informações sobre os Corruptos, hoje temos a liberdade de Votar e ser Votado, é verdade que no sistema capitalista o Direito de ir e vir está para aqueles que tem Dinheiro...
Mas Pense Não se concerta uma Ruína de 500 anos com mais ou menos 15 anos de melhorias...
Bem Nós brasileiros temos é que Pensar mais nas nossas escolhas mas sempre fazemos sem discutir ou sempre são Impostas é verdade parece que nós os brasileiros ja acostumamos só ficar reclamando e colocando culpas nos outros. (coisas Culturais).

Pense... será mesmo que esta como nas Ditaduras??

Carlos Orlando Monfredini

Anônimo disse...

Mas esta havendo democracia sim. Ninguem esta impedindo as manifestaçoes. Só que os "manifestantes" ja estão criando tambem "anarquia", que esta sendo repreendida pela força policial. Se o cidadão sai armado de paus e pedras, com o rosto coberto é porque esta querendo confusão mesmo. Ai eu pergunto, isto é democracia?
O que a policia tem de fazer nestes casos, ficar olhando?
Tem que tomar ações de contenção de multidão mesmo. Isto não é ditadura não e sim reestabelecer a ordem.
E cuidado Fatima por não parecer que voce esta fazendo apologia, pois o ato em questão ocorreu em SP e não em Brazopolis.......

Fátima Noronha disse...

Carlos Orlando, em parte concordo co vc, mas dizer que temos liberdade de expressão é coisa que está só no papel. Sinto isto na pele. Já foi chamada à delegacia e ao fórum inúmeras vezes por ter colocado a opinião das pessoas no blog. Nenhuma vez fui por uma matéria que eu tenha escrito, mas por causa de pessoas que queriam se expressar, dar sua opinião. Então lhe falo com certeza: Liberdade de expressão ainda não existe!
Um abração pra vc!

Fátima Noronha disse...

Sei que ali, nas manifestações, a maioria era anarquistas ou partido políticos tentando desmoralizar os governantes em questão. Mas a polícia não pode agir com tanta violência. Ela tem que estar mais preparada e não ir atacando a torto e a direito. Pessoas que passavam pelas ruas, que nem estavam no tumulto, acabaram feridas.
Mais a verdade é que hoje o povo não sabe se manifestar como deve. Confundem manifestação com bagunça. E nós mesmo que somos os culpados. Colocamos no poder pessoas que não deveriam estar lá!

Fátima Noronha disse...

Sim o fato ocorreu em São Paulo e Rio de Janeiro, não em Brazópolis. Mas além de Brazopolenses, somos BRASILEIROS!

Fátima Noronha disse...

Aqui, o que penso:
http://ajaneladobraz.blogspot.com.br/2013/06/o-papa-francisco-esta-com-razao-quando.html

Anônimo disse...

É baderneiro e bando de anarquista mesmo. Apoio a atitude da policia em usas
r a força. Acompanhei pela TV ao vivo a "manifestação", o sujeito para um onibus lotado, pixa a lateral e outros chegam chutando, apedrejando e destruindo o patrimonio de outra pessoa. Um onibus daqule ali custa duzentos mil reais. O preço da passagem esta incluido este tipo de coisa, "depreciação por vandalismo".
Então, se o cidadão tiver a conciencia de que se ele estragar um bem que ele mesmo utiliza, ele mesmo vai pagar por isto, talvez ele pense duas vezaes antes de danifica-lo. E se o "cidadão brasileiro" que voce defendeu Fatima, chegar a um nivel de racionalidade desse nivel, as empresas de onibus não precisariam embutir no preço da passagem esta cobrança por depreciação e ai o preço da passagem cai.
Resumindo, a ignorancia tem um preço e é alto e todos acabam pagando por ela seja aquele que saide casa pra trabalhar ou aquele que sai pra badernar.

JAIRO TEIXEIRA MENDES ABRAHAO disse...

Porto Seguro, 17 de junho de 2013.
Amiga Fátima.
Li seu último artigo(“No dicionário...”) e me sinto obrigado a comentá-lo. Obrigado por que? Porque não concordo com sua postura, considerando, pois, que ele está errado:
.Em primeiro lugar, Fátima, não creio que você tenha procuração de nossos Governantes para falar por eles. Quando muito você poderia, e, deveria, falar de si mesma: “No meu dicionário...”.
.Sua afirmação é falsa: jamais Democracia foi sinônimo de Ditadura! No entanto, Fatima, você poderia pensar assim, desde que não tivesse vivido as duas! Não existe sistema político mais horrível que Ditadura. Será que seus ecos não chegaram em Brazópolis? Pelo menos em Piracicaba, onde morava, a coisa foi muito feia! Março de 1964 foi quando comecei a trabalhar na ESALQ-USP. O mêdo pairava no ar! Uma brincadeira, qualquer, com viés político poderia levá-la ao , então, temível GCAN, quartel do Exército em Campinas, para longos interrogatórios cujo desfecho era não-sabido! Aquilo era ausência de Liberdade de Expressão! Pelo que entendi o que aconteceu com você foi muito diferente: Sem querer, ou não, você ultrapassou o limite do Direito de outrem, foi processada e perdeu(posso estar errado, pois não conheço detalhes do fato), mas, se você não recorreu é porque aceitou a sentença.O fato é que você divulgou alguma coisa dita por outra pessoa, atingindo alguém. Que nome você daria ao fato da Presidenta Dilma ser vaiada na abertura da Copa das Confederações, que não Liberdade de Expressão???? Nossa Mídia, em sua maior parte é horrorosa!!!! É ela que se queixa de falta de Liberdade de Expressão.
.O cidadão Carlos Orlando Monfredini fez comentário coerente, de bom nível que também vai de encontro às suas afirmações. Erro perigoso comete quem, simplesmente, generaliza, o que você faz a todo momento. “No dicionário de nossos Governantes, Ditadura e Democracia são sinônimos”. Como diria Tonto ao Zorro: “Que Governantes, Cara-Pálida?” Todos? Você tem certeza? Essa generalização poderia levá-la às barras dos Tribunais! Seria, também, falta de Liberdade de Expressão?? Para se escrever, principalmente quando se publica, é necessário muito cuidado!
.As fotos que você publica são, realmente, semelhantes. Mas, e o contexto??? Na Ditadura era o Ditador que mandava calar pela Força! Hoje a órdem provém de Geraldo Alkimim, déspota paulista! Não entendo como o paulista elegeu (e, deve reeleger, essa peça! Você já ouviu falar do Pinheirinho, aí perto, S. J. dos Campos??? Pois é, foi “ele”!! Você sabe que ele pertence à Opus Dei?? Sabe o que significa isso???? Pensamento do tempo da Inquisição! Porque as fotos são de São Paulo! Ele, talvez se inclua nos seus “governantes”. Seria o Prefeito de Brazópolis(governante) um ditador???
.Não entendi o porquê da inclusão do nosso grande Chico Buarque nesse artigo. Para me dar razão??? Você diz que em 70 a coisa era preta. Você considera que a coisa hoje seja preta???? Como formadora de opinião você necessita de uma base muito boa de informação. Desculpe-me, mas me parece que você vê a globo e lê a veja(com minúsculas, mesmo)!
.Com relação aos seus comentários sobre a fala do Papa Francisco, outra vez você se transforma em porta-voz, agora dos cristãos:”mas a maioria de nós nos metemos por motivos partidários,por proveito próprio, por ganância...” Será que a maioria dos cristãos só pensa em proveito próprio, ganância???Outra vez lhe peço desculpas pelo que vou dizer: quem lhe deu procuração para falar pela maioria dos cristãos?? Embora eu não discorde da assertiva, pois os verdadeiros cristãos que conheço são Ateus! Em outro parágrafo você afirma:”Nada! Reclamamos, xingamos, espalhamos boatos, desmoralizamos alguns que estão com boa vontade, fingimos que não vemos os atos errados de outros que não passam de ‘bandidos’ de terno e gravata.” Sabe, Fátima, penso que agora está esclarecido, em parte, o porquê de tantos comentaristas anônimos em seu blog: você também se esconde dentro da Primeira Pessoa do Plural: nós fazemos, nós acontecemos...

Fátima Noronha disse...

Caro, Jairo. Vivi sim a época horrível da repressão, da ditadura.
Perdi um amigo em 69, que foi preso e até hoje não sabemos o paradeiro dele. Vivi na pele todo aquele tempo horrível.
Eu não falo em nome de ninguém, expresso a minha opinião, pois é assim que vejo as coisas acontecendo hoje.
Pra seu governo, não assisto a Globo e muito menos leio a veja que é da mesma estirpe.
Sobre os processos judiciais que sofri foram por coisas banais.
Nunca tive que pagar pena alguma, apenas perdi meu tempo e dias de trabalho.
Nunca falei em nome do povo muito menos em nome dos cristãos. Os textos são meus, e neles expresso a MINHA opinião e assino.
A liberdade de expressão existe em termos, nem tudo pode ser dito, ainda existe sim a censura!

Respeito sua opinião, mas a minha é essa. É assim que vejo o Brasil hoje.
Um povo reprimido, sofrido, pobre e revoltado que, quando resolve se manifestar em seu favor, é agredido.
Ontem a coisa estava bem diferente. Eles mesmos, os governantes, viram que extrapolaram e mudaram de atitude.

Sobre os governantes de Brazópolis, acho que em meus textos está bem claro que não falo dos governantes daqui e sim os lá de cima.

Um abraço!

Anônimo disse...

Fatima voce merece tudo isso e muito mais ok

Anônimo disse...

Discordo do seu ultimo comentario Fatima.
O "povo reprimido, sofrido, pobre e revoltado" não esta fazendo arruaça. Pode analisar que quem esta encabeçando estas "manifestaçoes" é tudo de classe media ou alta, tudo filhinho de papai agitador que não tem o que fazer. Voce acha que um cidadão "sofrido" vai deixar de comprar leite e pão pra colocar dentro de casa e ao inves disto comprar tinta spray e rojão pra vandalizar e confrontar a policia?
Tanto que o movimento ja virou baderna que ja perdeu o foco, a cada hora dizem que é em protesto contra a passagem outra dizem que é contra a violencia, outra que é contra a corrupção enfim, virou algazarra.
Ai voce vem dizer que o movimento na época da ditadura foi igual?
Demagogia pura.
Concordo com o Jairo e com o Carlos Orlando.
Analise melhor os fatos antes de fazer uma comparação tão grotesca. Evite de se arriscar em temas polemicos, pois adoramos seu jornal, mas não somos insetos a ponto de permanecermos calados diante de tudo aquilo que voce publica. Se for analisar friamente voce tem atitudes de "ditadora" quando publica somente aquilo que voce julga certo, não é mesmo?

Fátima Noronha disse...

O que vi não foi arruaça, foi manifestação. Arruaça foi uma minoria de idiotas que estavam lá. O povo que estava lá pode não ser pobre, mas são pessoas conscientes dos problemas dos outros brasileiros. Viu a manifestação ontem?
Estavam em paz e o preço da passagem foi só o "pingo d´agua". O povo anda revoltado com muita coisa e estas coisas já estão "entaladas" há muito tempo.
Vcs falam em "Liberdade de expressão" e quando manifesto a minha opinião, lá vem um monte de censuras. Cadê então, esta liberdade?
Talvez vemos as coisas diferentes porque estamos em lados opostos.
Eu sou solidária com o sofrimento de nós brasileiros que ganhamos pouco e lutamos muito, sou contra esta corrupção que aumenta a cada dia e sempre termina em nada.
O povo está revoltado e acho que com muita razão.
Respeito suas ideias e peço que respeitem as minhas também.
Obrigada!

Ana Paula S. disse...

Concordo plenamente com a Fátima. O povo já não aguenta mais. Meu Deus, o povo sabe de sua força e agora está mostrando sua insatisfação.
Vocês devem ser petistas, só pode.
Porque achar que a manifestação é só de arruaceiros é demais.
O povo conseguiu ganhar o poder de votar, tirou o regime militar do poder, tirou Collor da presidência, tudo isso com manifestações, que na época diziam também ser arruaça.
Se vocês estão satisfeitos com nosso país e como as coisas andam acontecendo aqui, ótimo pra vocês, mas a maioria não está.
O PEC 37, está aí para ser votado. Vocês também concordam com esta emenda?
Que triste!
Então, quando ela for aprovada, aplaudam!!!

Anônimo disse...

Ta Fatima, mas a polemica toda sobre o assunto é voce comparar o que houve na decada de 60 com o que esta ocorrendo agora. Voce equiparou um "fato" de pura repressão ao povo com um "ato" de "repreensão" a baderneiros. Nos seus comentarios voce admite isto, então como o texto da materia não pode estar incoerente?
Ninguem esta reprimindo o direito de livre expressão seu e de ninguem, somente estou confuso e discordante com a sua materia.
Pense nisto e analise o conteudo dos comentarios tire suas conclusões.

Antonio Claret disse...

Fatima estou contigo você está certa, o que está acontecendo mas ninguém está falando é que tem gente infiltrada do próprio PT, fazendo baderna para depois dizer que são os opositores, como se tivesse oposição neste pais................

Anônimo disse...

Existem pessoas que não querem ver o que lhes passam em frente aos olhos. Olham apenas para os próprios umbigos.
Fátima tá certa. Ela apenas quis comparar as duas situações das manifestações e neste caso parece sim estar igual.
Será que não entenderam o que ela quiz dizer? Eu entendi e concordo.

Anônimo disse...

Fatima querida apoio seu parecer e expresso meu apoio aos manifestantes .parece que o país esta acordando ,mas queria que estes protestos também fosse para mudança de código penal ,nas urnas já pensou se não elegessem nenhum politico ,aí sim nosso pais ia ser outro ,Parabéns ao povo das capitais que não tem segurança,transporte,Cade o dinheiro que Maluf Roubou! Vão cobrar dele e dos demais autoridades ,pena eu não estar lá pra participar .

Anônimo disse...

Na verdade o povo chegou no seu limite.Fatima não de merito a quem não merese,vejo que ate mesmo em Brazopolis as coisas estão começando a mudar,principalmente com a ajuda do seu blog.

Anônimo disse...

Quando que vai ser a nossa passeata,pois temos que mostrar que o povo unido já mais será vencido,vamos todos juntos, pois eu não estou satisfeito com os nossos governantes.....

Armando Oliveira P disse...

Fátima boa noite
Por mais esforço que eu faça, eu não consegui entender este manifesto. Me pareceu o protesto do criolo doido. Alguns estão protestando contra a tarifa de ônibus, outros contra a Pec 37, outros contra a copa, outros estão vandalizando o patrimônio público, outros contra a corrupção , e resumindo outros estão contra "tudo que está por aí". É óbvio que todos (tirando a violência), ops, quase todos, somos a favor de melhor educação, sem corrupção, etc, etc, etc e etc... Mas onde vai chegar uma manifestação míope, sem foco. Ou será que vamos consertar este país inteiro, de uma vez só, através de manifestação? Para mim protestar contra tudo e contra todos é enxugar gelo. Talvez (oxalá) fique o sentimento de que o povo unido jamais será vencido (não resisti, rsrsrrs). Que o povo organizado (não é o caso deste manifesto) consegui muita coisa. Também não represento ninguém, sou um ser Político e apartidário. Abraço Armando

mane disse...

Armando O P. Que bom que vocè està acordando. È tudo isso e mais um pouco. O povo manifestou seu descontentamento com tudo. O pior è o governo que náo tem respostas pra todos estes protestos, eles nem sabem o que estào fazendo là, estào como vocé, perplexos diante de tanta atitude.

Postar um comentário

Obrigada por dar a sua opinião.
Elogie, critique, mas faça isso com educação.
- Comentário com palavras de baixo calão será excluído.