6 ANOS LEVANDO AS NOTÍCIAS DA TERRINHA QUERIDA

AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com

15 de maio de 2013

Que Deus lhe pague, D. Nilda!



Uma mulher  de fibra, batalhadora! Fazia do bem dos  idosos a sua meta de vida.
Num trabalho árduo, lutava para que estes seres humanos incríveis pudessem receber carinho, atenção e amor. Não media esforços para o bem dos que lá vivem.
Era o braço direito do LADMA, com auxílio de seu filho Altair e do amigo Humberto, os únicos membros restantes da diretoria.  
Muito dedicada, para ela não tinha sábado, domingo ou feriado, todos os dias estava lá, trabalhando com amor!   
Esquecia-se de viver para dar uma vida melhor aos “seus” idosos.
Sempre determinada a melhorar a situação deles com a missão de proporcionar atenção integral, dando grande quantidade de amor e carinho, valores, experiências e conhecimentos, proporcionando, na medida do possível, um ambiente agradável onde os idosos  recuperam seu sorriso, sua alegria, sua energia, sua motivação, para viver com qualidade.

Nilda e José Fernandes estiveram à frente da instituição por muitos anos. Sofreram injustiças, foram vítimas de denúncias caluniosas, mentirosas.
Em uma carta anônima enviada à Promotoria, escrita por pessoas levianas e vingativas,  por pura politicagem, contendo denúncias difamatórias que após rigorosas investigações não foram constatados  quaisquer irregularidades referentes a maus tratos, tortura ou qualquer outro fato típico no Inquérito Policial.
Esta carta  fez com que a situação da instituição piorasse ainda mais.
Com a doença de seu companheiro de batalha, D. Nilda se afastou por um tempo.
Depois de perdê-lo, retornou como vice-presidente. Mesmo sabendo que a situação era péssima, tentou dar continuidade ao trabalho de José Fernandes, lutando, além de suas forças, para contornar os enormes problemas financeiros. O que foi impossível, diante do montante da dívida e sem nenhum apoio.

Batalhadora na defesa e proteção dos idosos, nunca teve seu trabalho reconhecido por muitos. Mas  nós, D. Nilda, que somos testemunhas de sua luta, queremos lhe enaltecer e agradecer, em nome dos nossos idosos, por  sua dedicação e amor!

D. Nilda de Oliveira Reis, uma criatura que DEUS enviou para dar suporte aos mais necessitados, carentes, debilitados, doentes...
Você é uma lição de amor e abnegação ao próximo que deveria ser um exemplo pra todos nós.

Não existem formas de agradecê-la por tudo que fez!
Que Deus lhe pague em dobro, D. Nilda!

Fátima Noronha

8 comentários:

Anônimo disse...

O mundo precisa de mais pessoas assim. Parabéns D. Nilda por esse trabalho maravilhoso. Lembro-me dela como professora, quando eu era criança (década de 60). Exceto de uma professora no segundo ano, gostava muito de todas, todas excelentes como professoras e pessoas, Ana Rita Machado, Tereza Moraes, Guiomar Faria Mendes. Minha homenagem a elas. Que Deus abençoe a todas. Francisco

Marilda Santos disse...

Parabéns D. Nilda, pelo esforço e dedicação!!!
Abraços

Marilda Santos

Claudete S. Santos disse...

Homengem merecida. Parabéns, D. Nilda pelo belo trabalho junto aos idosos do Ladma. A Sra foi guerreira.
Obrigada por tudo que fez por nosso velhinhos e incapazes.
Deus a abençoe!

Anônimo disse...

Parabéns, D. Nilda. Também aos que junto com a senhora levaram a Diretoria do LADMA até o fim.
Sua recompensa para com nossos velhinhos já está guardada junto Àquele que tudo vê .... Tenha Certeza disso.

Anônimo disse...

Justiça seja feita!
Temos que saber reconhecer o valor das pessoas independente das questões políticas ou pessoais.
Parabéns D. Nilda e a todos que trabalham pelo bem dos mais necessitados e nem sempre são reconhecidos. Criticar parece ser mais fácil que elogiar. E parabéns a você, Fátima, por esta atitude.

Angélica disse...

À Dona Nilda, minha querida professora, em nome daqueles de quem cuidou com tanto carinho, dedico estas palavras:
Bem aventurada você que compreende os meus passos vacilantes e as minhas mãos trêmulas.
Bem aventurada você que percebe que meus olhos já estão nublados e as minhas reações são lentas.
Bem aventurada você que sorri e conversa comigo.
Bem aventurada você que me faze sentir que sou amado e não estou abandonado, tratando-me com respeito.
Bem aventurada você que me ameniza os últimos anos sobre a Terra.
Bem aventurada você que me dedica afeto e carinho fazendo-me, assim, pensar em Deus.
Quando entrar na Eternidade, lembrar-me-ei sempre de você, junto ao Senhor!

Anônimo disse...

Deus há de recompensá-la por todo bem que você fez aos que vivem no Ladma e foram tão bem cuidados por você. Que Deus a abençoe!

Luana Simões disse...

Parabéns vó, por todo seu trabalho e dedicação.
Motivo de orgulho para nossa família....
Te amo...
Luana

Postar um comentário

Obrigada por dar a sua opinião.
Elogie, critique, mas faça isso com educação.
- Comentário com palavras de baixo calão será excluído.