6 ANOS LEVANDO AS NOTÍCIAS DA TERRINHA QUERIDA

AQUI, FÁTIMA NORONHA TRAZ NOTÍCIAS DE SUA PEQUENA BRAZÓPOLIS, CIDADE DO SUL DE MINAS GERAIS.

E-MAIL DE CONTATO: fatinoronha@gmail.com

16 de abril de 2013

BASTA ! Elisa di Minas.


Um basta a toda violência cometida, a toda fome do mundo, a todo sussurrar sem respostas, a toda solidâo humana. Não suporto mais o descaso da humanidade.
E nesse não suportar, um poema foi rabiscado...






MUNDO
Pelo não, pelo sim
Por tudo, enfim,
Pelo vento que brinca com o tempo
Pelo riacho que não corre mais
Pelas ondas sedentas de beijos
Pela chuva que cai
Pelo fim...
É o tudo e o nada que conta
É a dor que nos desaponta
A saudade , que livre, aponta
O passado que não volta mais.
Pelos filhos da sarjeta,
Pela arma que mata, nojenta
Pela covardia isenta
Pelo grito,
Pelo homem que cai.
Pela fome e pelo rancor
É o ódio que toma conta
É pela morte do amor.
É meu corpo, que faminto,
Pela fome de justiça
Já não pode suportar
Por tudo isso eu grito
Meu corpo explode aflito
Eu não quero viver mais...

3 comentários:

Diogo disse...

Quando Elisa dá bronca nas coisas, sai de baixo! Lá vem poesia revolucionária, estourando os padrões, gritando com a força de suas letras e instigando o leitor a pensar. Poetisa de sensibilidade incomparável! Chega a arranhar nossas vistas e com arte e primor, liberta de quem a lê, o ócio das mesmices e futilidades.

Tarcísio Faria Noronha disse...

Venho aqui, em urgente atendimento ao apelo feito pela breve sensibilidade que há em mim, honrar e reverenciar a grande sensibilidade que há em você, querida poeta e amiga Elisa, em razão da emoção e do impacto que esse seu poema me causou. Sim, ele tem, além da beleza, a verdade e qualidade de um manifesto ! Um manifesto humanista, perfeitamente apropriado a estes tempos. Seus versos me comoveram, como devem tê-lo feito a muitos outros. Assim e com meu abraço, agradeço a você, Elisa, pelos belos, bons e úteis atropelos emocionais, que nos chamam à atitude, ante a estagnação emocional em que vivemos.

Elisa di Minas disse...

Obrigada meus amigos....

Postar um comentário

Obrigada por dar a sua opinião.
Elogie, critique, mas faça isso com educação.
- Comentário com palavras de baixo calão será excluído.